Sociedade Brasileira de Autoimunidade | SOBRAU  >  Doenças Autoimunes   >  Percepção da Dor em Crianças com Artrite

Percepção da Dor em Crianças com Artrite

Aprenda como o médico diagnostica as juntas que dóem em crianças muito pequenas para falar.

Identificar a dor muitas vezes é um desafio quando as crianças são muito novas para dizer: “Mamãe, dói!”

Mas os clínicos dizem que a detecção da inflamação das juntas e os efeitos colaterais dolorosos são vitais para o tratamento rápido e efetivo da artrite, o que ajuda a proteger as juntas da criança contra um dano permanente. Conforme a medicação é ajustada, o sinal da dor significa quão bem o tratamento está indo. Abaixo os indicativos ou sintomas que o Dr. Harry Gewanter (pediatra e reumatologista em Richmond, Virginia, EUA) procura identificar quando investiga a existência de uma possível artrite uma criança que ainda não fala:

  1. MOVIMENTOS DURANTE O DIA: uma criança que pega um brinquedo com muita delicadeza pode ter dor na mão. A relutância em olhar para um objeto que está acima da sua cabeça pode significar dor ou enrijecimento do pescoço.
  2. TESTE DE CÓCEGAS: o médico pode fazer algumas cócegas nos pacientes para ver como eles reagem. Se eles gritam ou se debatem, mas seu cotovelo fica imóvel, há a idéia de que podem existir problemas com aquela junta específica.
  3. PEZINHOS INFELIZES: O médico pode pedir para que a criança dê uma corrida no consultório para que possa escutar o som emitido – a pisada/passada pode dizer muito sobre a dor, por exemplo: se a criança tem dor no tornozelo ela pode estar correndo na pontinha dos pés, ou então mancando, ou até não correr de forma nenhuma.

Modificado da Revista ARTHRITIS TODAY, outubro de 2010, por Charlotte Huff.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.